Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Entulho

por Teresa Power, em 02.01.14

Uma das tarefas obrigatórias em tempo de férias cá em casa é o que nós chamamos de "despejo do entulho". Consiste simplesmente em três coisas:

 

- Deitar no lixo os objectos partidos ou estragados, sejam brinquedos, louça, roupas, sapatos, recordações, quadros ou livros.

- Dar a alguém necessitado os objectos que, embora em bom estado, não estão a uso - incluindo novamente roupas, brinquedos e calçado.

- Organizar o que resta.

 

Há um ditado africano que diz o seguinte: cresce a família, diminui a mobília. Isto porque é preciso fazer espaço para as pessoas que vão chegando.

Precisámos de reorganizar a nossa casa a cada novo bebé. Como só temos três quartos, fomos mudando de quarto à medida das necessidades, até chegar ao equilíbrio actual: três meninas num quarto, três meninos no outro, os papás no terceiro. E de cada vez que foi preciso mudar as camas de quarto para quarto, tivemos de o fazer pelo exterior, pois as camas não contornam as curvas do corredor. A rir, imaginávamos os comentários dos vizinhos: "Lá estão os Power a passear as camas..."

A família vai crescendo, e os objectos vão diminuindo. Há mais espaço para brincar e o pó limpa-se mais facilmente!

 

Há um conceito implícito de reciclagem na nossa rua que é mais ou menos assim: quem não quer um objecto, coloca-o cuidadosamente ao lado do caixote do lixo, e em cerca de duas horas ele desaparece. Foi assim que, por exemplo, o Reino de Náturia ganhou um trono...

 

 

 

 

... e foi assim também que nos livrámos de muita mobília com pouco uso. A cadeira da papa já deu para dez crianças - sete filhos e três sobrinhos - e parece ter chegado ao fim da vida? Estamos enganados: depois de meia hora em frente do caixote do lixo, misteriosamente desaparece!

 

Uma das maravilhas de ser família numerosa é que a roupa e o calçado circulam de irmão para irmão. Quando os mais novos precisam de sapatos, vamos até à garagem e abrimos uma caixa de plástico enorme que se transforma de repente numa sapataria fantástica. Com que alegria eles experimentam os sapatos dos irmãos! E o mesmo acontece com os casacos, as saias e as camisolas.

 

Mas o conceito de reciclagem da nossa terra vai ainda mais longe. Parece que por aqui, antes de levarem as roupas que deixam de servir ao roupão público, as pessoas tentam a casa dos Power. Com tantas crianças, alguma coisa há-de fazer jeito! E é assim que praticamente em todas as mudanças de estação os amigos nos batem à porta com um saco de roupa belíssima para ser distribuída pelos Powers. Que festa, quando a roupa "nova" chega cá a casa! A generosidade dos amigos tem sido uma verdadeira bênção para nós e já nos fez poupar uma pequena fortuna em roupa.

 

E não é só roupa. As hortas por cá também são bastante produtivas. Vejam esta foto da véspera de Natal de há dois anos, quando o vizinho da frente nos bateu à porta... e tivemos de pedir ajuda aos meninos:

 

 Durante todo o ano temos fruta e legumes frescos da mais alta qualidade, que fazem as delícias de todos e nos enchem de gratidão.

 

Ser família numerosa significa que as crianças aprendem a partilhar à nascença. Mas não pensem que é fácil! Demasiadas vezes, os brinquedos de um aparecem brutalmente assassinados nas mãos de outro, e as prateleiras mais altas do Francisco e da Clarinha são assaltadas por mãos curiosas...

 

O evangelho ensina-nos a partilhar. Quem tem demais, tem o que não lhe pertence, pois esse "demais" que eu tenho faz falta ao meu irmão. Partilhar é, pois, um gesto da mais elementar justiça. E de vez em quando é preciso arejar a nossa casa, fazendo espaço para as pessoas e dando uso às coisas, "reciclando-as" junto de quem precisa. O começo de um novo ano pode ser uma belíssima altura para esta "higiene material"!

 

Disse S. Paulo:

 

"A fim de ganhar a Cristo, tudo perdi e tudo considero como esterco." (Fl 3, 8)

 

Precisamos de ensinar às crianças o real valor das coisas: "esterco". Valor, têm as pessoas, e o Evangelho de Jesus, nosso Salvador...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:19




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds


livros escritos pela mãe

Os Mistérios da Fé
NOVO - Volume III

Volumes I e II



Pesquisa

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D