Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Oração familiar

por Teresa Power, em 27.11.13

- Francisco, desliga o computador, são horas de rezar!

- Espera!

- Clara, fecha o livro, vamos rezar!

- Estou quase a acabar, espera!

- David, não chutes a bola com tanta força! António, pára de saltar para o sofá, já sabes que está partido. E a Lúcia, alguém sabe onde ela se meteu?

- Está no quarto a chorar. A Sara estragou o seu desenho.

- LÙUUUUcia! VAMOS REZAR! ALGUÉM PÕE ORDEM NESTA CASA? VAMOS REZAR!

- Depressa, meninos, a mãe está a ficar irritada e a Sara está quase a adormecer ao meu colo. Agora parou mesmo tudo. Vamos lá!

- Já cá estou!

- E eu também!

 

Há dias em que a hora da oração parece uma batalha. O choro de uns, a pressa de outros, a distracção de quase todos dão vontade de desistir. Rezamos sempre bem todos os dias? Não. Rezamos todos os dias? Sim. Uma das maiores armadilhas do demónio é convencer-nos de que os nossos esforços são patéticos e não vale a pena insistir. Mas nós sabemos que Deus é Pai, e como qualquer pai, só precisa de ver o esforço do filho para ficar feliz.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:50




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds


livros escritos pela mãe

Os Mistérios da Fé
NOVO - Volume III

Volumes I e II



Pesquisa

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D