Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Serão bíblico

por Teresa Power, em 07.12.13

Finalmente, o nosso serão bíblico! Depois de deitar a Sara, vestimos os casacos por cima dos pijamas, enfiamos gorros na cabeça, e saímos para o jardim.

- Na Bíblia diz para irmos para o jardim, mamã?

- Diz para vermos as estrelas. Querem ver?

- Viva! Vamos ver as estrelas! Vamos para o escuro!

- Eu não tenho medo!

No jardim, acendemos duas velas na nossa Coroa de Advento - hoje é vigília do segundo domingo - e cantamos. Depois procuramos no céu constelações e estrelas cadentes.

 

"Olha para o céu e conta as estrelas, se fores capaz!" Disse Deus a Abraão. E acrescentou: "Assim será a tua descendência." (Gen 15, 5)

 

- Então Abraão contou as estrelas todas?

- Não! Deus prometeu-lhe que o seu povo seria mais numeroso do que todas as estrelas do céu.

- Isso são milhões? Uau, é muito!

 

 

 

Já na sala, recitamos os nossos versículos, à vez. O António fala-nos do cuidado de Deus por nós (Isaías 49, 2), a Lúcia diz-nos que quem quer ser o maior, deve tornar-se o servo de todos (Mt 20, 26)...

 

 

  

... e o David assegura-nos que Deus nos chama desde o ventre materno:

 

"Quando estava no ventre de minha mãe, o Senhor me chamou. Quando estava no ventre de minha mãe, Ele pronunciou o meu nome." (Isaías 49, 1)

 

- E tu ouviste Ele falar, David?

- Não, achas?

 

A Clarinha, de espelho na mão, conta-nos que -

 

"Todos nós, com a cara descoberta, reflectimos a glória do Senhor como um espelho, e somos transformados nesta mesma imagem, cada vez mais gloriosa, pela acção do Senhor." (2Cor 3, 18)

 

 

- Queres explicar, Clarinha?

- Sim, claro. Por exemplo, quando nos confessamos, reflectimos a luz de Deus como se fôssemos um espelho muito limpo.

 

O Francisco recita o salmo do Bom Pastor, com o peluche da Lúcia ao lado e um "rebanho" de cães deitado no tapete...

 

- Isso quer dizer que Deus gosta de ovelhas?

- Não, António, quer dizer que Deus cuida de nós como o pastor cuida das suas ovelhas.

- Ah! Percebo.

 

A mãe recita o belíssimo hino de S. Paulo sobre o amor de Deus por nós, que nada nem ninguém poderá alguma vez destruir... Romanos 8, 28-39.

 

E por fim, o pai apanha-nos de surpresa com uma declaração de amor à mãe:

 

"Como és formosa, minha querida!

Como és linda, com teus olhos de pomba

na transparência do véu!

Teus cabelos são como um rebanho de cabras,

esparramando-se pelas encostas do monte Galaad.

Teus dentes são como um rebanho de ovelhas tosquiadas,

recém-saídas do lavadouro,

todas elas deram gémeos e nenhum ficou sem crias.

Tuas faces são metades de romã,

teu pescoço é como a torre de David,

teus seios são como duas crias gémeas de gazela,

pastando entre os lírios..." (CC 4, 1-5)

 

 

 

 

As gargalhadas são tantas, que os mais pequeninos escorregam do sofá.

- Isso está escrito na Bíblia?

- Sim, no Cântico dos Cânticos, que são poemas de amor. Por isso eu recitei-os para a mãe.

- Os dentes como ovelhas?

- Na altura, havia pouca coisa a quem comparar uma mulher... E para eles, estas eram as mais belas imagens da Terra!

- Então a Bíblia também tem palhaçada?

- A Bíblia tem poemas de amor, claro! Porque não?

- E tem cartas, e lendas, e histórias, e leis, e canções! Tem tudo, pois Deus tem muita imaginação. Ele fala connosco de muitas maneiras diferentes, e até nos faz rir, porque gosta tanto de  nós!

- Ah!

 

 Os meninos vão para a cama felizes. Qualquer dia repetimos, dizem. Claro que sim!

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:00




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds


livros escritos pela mãe

Os Mistérios da Fé
NOVO - Volume III

Volumes I e II



Pesquisa

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D