Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Baloiço

por Teresa Power, em 26.04.14

No jardim, a gritaria aumentava de volume. Às vezes pergunto-me o que é que as pessoas pensarão ao passar na rua e ouvir os gritos que somos capazes de dar aqui, várias vezes por dia... Por enquanto, ainda ninguém decidiu chamar a Protecção de Menores!

- Francisco, vai ver o que se passa com os teus irmãos que eu estou ocupada - gritei eu também, procurando fazer-me ouvir através dos auscultadores que o Francisco tinha na cabeça. Ele correu lá para fora e regressou para me chamar:

- Vem depressa, não consigo separá-los!

Quando espreitei pela porta da cozinha, decidi pegar na máquina fotográfica para guardar este momento e poder partilhá-lo convosco. Olhem só o que eu vi:

 

Já me perguntaram por que razão não comprei dois baloiços em vez de um. A resposta está aqui: para que os meus filhos bulhem entre si pelo baloiço! E depois de gritarem, de se baterem e de darem pontapés, descubram outra forma de resolver o problema. Quero que eles experimentem várias formas de resolução de conflitos e cheguem à conclusão que há espaço e tempo para todos, se todos forem generosos.

E quero que eles aprendam tudo isto em família, onde amam e são amados; e que aprendam tudo isto com um, dois, três, quatro e cinco anos, enquanto ainda não deixaram passar nenhuma oportunidade de fazer amigos. Esta é, na verdade, uma das maiores vantagens em se ter irmãos!

Também se aprende a resolver conflitos no infantário, mas no infantário falta o amor incondicional e "resistente a altas temperaturas" que só a família estruturada possui; também se aprende a resolver conflitos passados os anos da primeira infância, mas para muitos, já é tarde demais e já se perderam oportunidades preciosas para se ser feliz. Uma família mais ou menos numerosa é a melhor escola de socialização que conheço! É possível educar bem um filho único? Claro que sim - conheço filhos únicos fantásticos; mas é preciso que os seus pais se esforcem mais! Os pais de uma família numerosa não precisam de ser tão bons, pois a tarefa da educação passa também pelos irmãos...

 

Logo no início da Bíblia, no Livro do Génesis, encontramos um dos primeiros conflitos em família. Aconteceu com Abraão e Lot, tio e sobrinho:

 

"A terra não era bastante grande para nela se estabelecerem os dois, porque os bens de ambos eram avultados. Houve questões entre os pastores dos rebanhos de Abraão e os pastores dos rebanhos de Lot. Abraão disse a Lot: "Peço-te que entre nós e os nossos pastores não haja conflitos, pois somos irmãos. Aí tens essa região toda diante de ti. Separemo-nos. Se fores para a esquerda, irei para a direita; se fores para a direita, irei para a esquerda." (Gen 13, 6-9)

 

Quanta magnanimidade, a de Abraão! Cheio de amor, com a generosidade que o caracterizava, Abraão deu a Lot a escolha total dos pastos. E Lot escolheu os mais férteis! Mas foi Abraão o abençoado e o pai de muitas gerações.

Aprender a resolver conflitos na primeira infância é uma verdadeira fonte de bênçãos e uma lição que acompanhará os nossos filhos a vida inteira.

 

A Lúcia e o António resolveram o seu conflito e decidiram andar no baloiço à vez. Foi então que a Sara apareceu e também quis andar. A Lúcia e o António perceberam que tinham pela frente uma batalha perdida. Largando o baloiço, foram jogar à bola; e a Sara, a raínha, lá ficou a baloiçar...

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:29




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds


livros escritos pela mãe

Os Mistérios da Fé
NOVO - Volume III

Volumes I e II



Pesquisa

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D