Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Desconforto

por Teresa Power, em 05.08.14

Uma das grandes coisas das férias – pelo menos das férias das pessoas comuns, que não têm acesso a hotéis de cinco estrelas ou a cruzeiros no Mediterrâneo - é permitir-nos algum grau de desconforto na vida. E porque é que isso é uma grande coisa? Porque nas férias damo-nos conta de que não precisamos de tanto quanto julgávamos para sermos felizes e para nos divertirmos a valer! De repente, descobrimos que podemos viver sem os objectos que, durante o ano, julgamos indispensáveis, a net não funciona com a rapidez que desejávamos, podemos habitar casas mais pequenas ou viver em tendas, e descobrimos que esse desconforto relativo não diminui em nada, antes aumenta a nossa alegria. E isso é fantástico! 

O Papa Francisco disse numa homilia que não se pode ser cristão passando pela vida numa viagem de primeira classe (26-9-13).  Diante dos problemas gravíssimos que o nosso mundo atravessa, os cristãos não podem fazer das férias uma busca do conforto e do luxo que são negados a tantos irmãos nossos! As férias cristãs não podem nunca ser ocasiões de busca de nós mesmos, de busca egotística de prazer pessoal. Precisamos de aprender a viver com menos coisas e mais alegria, menos conforto e mais tempo de família. Isso sim transforma as férias em grandes ocasiões da felicidade cristã! Disse Jesus:


 “As raposas têm tocas, os pássaros têm ninhos, mas o Filho do Homem não tem onde repousar a cabeça.” (Mt 8, 20)


Jesus, o Filho de Deus, passou por esta vida com muito menos conforto do que nós, simples criaturas:

E por falar em repouso… Reparem nesta fotografia:

E reparem agora nesta, algumas horas mais tarde…

Não, não são sardinhas alinhadas numa lata de conserva: são quatro crianças alinhadas numa cama de casal atravessada – a solução ideal para a falta de camas na casa de férias! O inconveniente é naturalmente o tempo que demoram a adormecer, no meio de muitos pontapés; a vantagem são as gargalhadas…
Mas depois de uma noite mais ou menos agitada, chega a recompensa (eu não me esqueci da promessa de belas fotos neste blog...):


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:07


4 comentários

De Isabel Silva a 05.08.2014 às 09:51

Felicidade estampada nos rostos!! Lindo lindo.....
Que Deus vos abençoe

De Olívia a 05.08.2014 às 21:22

Que sorrisos marotos e divertidos!!!
Deve ser uma festa na hora de dormir! Ainda bem que só se vêem caras felizes neste blogue! Até nós ficamos mais animados!

De José da Xã a 08.08.2014 às 09:23

Bom dia,

como católico e peregrino, é no desconforto dos caminhos que me sinto verdadeiramente filho de Deus.
As noites mal dormidas, as intempéries, as unhas dos pés negras e prestes a cair, as bolhas são apenas pedaços mui pequenos de sofrimento quando em comparação com as desventuras no resto do Mundo.
A felicidade nunca está na chegada, mas no caminho percorrido!

De Sofia Margarida a 08.08.2014 às 11:42

É verdadeira felicidade nesses rostos :)

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds


livros escritos pela mãe

Os Mistérios da Fé
NOVO - Volume III

Volumes I e II



Pesquisa

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D