Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Férias divertidas em casa

por Teresa Power, em 10.07.15

Escrito pelo Francisco, especialmente para os leitores mais jovens:

 

Muita gente não sabe como se entreter nas férias. Tenho muitos amigos que passam as férias no computador, no facebook e/ou (costuma ser o “e”) a jogar videojogos porque não sabem o que fazer para se entreterem. Deus deu-nos muitos dons, muitos que ainda temos por descobrir e muitos que simplesmente temos preguiça de colocar em prática. Sentados ao computador ou em frente à televisão é que não dá lá muito jeito para os pôr a render!
Cá em casa temos sempre muito com que nos entreter, portanto hoje vou partilhar convosco algumas ideias de atividades fantásticas para fazer nas férias. Os meus pais dizem que todos os anos eu tenho uma “mania” durante as férias, portanto vou começar por partilhar essas manias que já tive.


Rubik’s Cube. Peguei um dia num Cubo Mágico e decidi aprender a resolvê-lo. Pensava que era impossível, mas eu adoro desafios impossíveis (é por isso que sou ilusionista!). Peguei nele e não voltei a largar. Afinal é mais fácil do que parece! Depois de aprender o método básico para a sua resolução, aprendi o método avançado, bem mais rápido… e difícil! Assim tenho um jogo tridimensional (aha! Vês “PC gamer”?), que estimula a massa cinzenta, divertido e que impressiona todos! Ensinei a bastantes amigos meus e já passámos muitos intervalos na escola a tentar resolver no menor tempo possível. Depois do Rubik’s cube (cubo 3x3x3) aprendi a resolver o 2x2x2, o 4x4x4, o 5x5x5 e o pyraminx (uma espécie de pirâmide mágica). Eu sei que para alguns pode parecer uma seca, mas também era isso que os meus amigos pensavam… e já mudaram de opinião! Atrevam-se e aprendam no site oficial do Rubik's Cube. Aqui vos deixo um vídeo meu, a resolver o cubo em cerca de vinte segundos:

Origamis. Outra mania. São simples, tudo o que é necessário para os fazer é uma folha de papel. Com uma simples folha de papel é possível fazer muito mais do que um avião ou um barquinho. No ano em que me deu a mania dos Origamis aprendi a fazer pássaros, aviões, barcos, cavalos tudo com muito pormenor, aprendi a fazer origamis divertidos como um olho que abre e fecha, um sapo que salta ou um cavalo que dá piruetas. Muita gente não tem a ideia da dimensão desta arte. Deixo aqui um site e um canal do youtube que ensinam origamis muito bem: Origami Club e Tadashi Mori.

 

Se acham que já chega de papel em tempo de aulas mas ainda gostam de trabalhos manuais, que tal colocar a imaginação a funcionar e inventar pequenos objetos interessantes, úteis e esteticamente fixes? No youtube encontram-se imensos vídeos com ideias para este tipo de coisas. Vejam estes porta-chaves e estas pens de Lego que eu construí, e que podem fixar em construções de lego que inventem. Uma ideia genial que vi no youtube!

DSC03428.JPG

Para mim, o mais divertido no que toca a trabalhos manuais é construir coisas que funcionam, que têm utilidade, como estes “Lego-hacks”, ou um guindaste hidráulico feito com madeira, seringas, tubos… Estas fotos e este vídeo foram feitos no ano passado, quando eu tinha o dedo partido:

braço robótico 1.JPG

braço robótico 3.JPG

 

Este guindaste hidráulico tem muita ciência envolvida e como esta há muitas outras experiências com resultados divertidos e em que se aprende muito. Eu construo muitas destas coisas e é assim que aprendo muitas coisas que não se aprendem na escola. Foi também com estas construções que aprendi imenso de mecânica, eletrónica, o que é muito útil para arranjar objetos estragados cá em casa, como tive de fazer com a nossa televisão. Um site muito bom com muitas experiências, trabalhos manuais, origamis e outras coisas é o Manual do Mundo. Além de ensinar a fazer tudo muito bem, também explica todo o lado científico de forma muito simples e clara e não tão chata como nas aulas . Outros sites são, por exemplo, Grand Thomson ou Mama Recicla (um blog cheio de ideias giras para fazer com os mais novos, feito pela minha tia que vive em Barcelona).


Trabalhos manuais não é convosco? E que tal música? Podem sempre aprender a tocar um instrumento novo ou evoluir com algum instrumento que já sabem tocar, como eu tenho feito na guitarra, aprendendo a tocar musicas mais complexas e difíceis. Aqui estão alguns canais com bons tutoriais de guitarra: Cifra Club e Gareth Evans.


É muito tempo parados para vosso gosto? E que tal descobrir um desporto novo? Pode ser algo tão radical como Parkour ou algo divertido mas bem mais seguro como o lançamento do Boomerang. Eu sempre gostei de tentar coisas que não costumo ver pessoas a fazer e no ano passado decidi aprender a lançar o Boomerang. Não é nada fácil! Mas é um grande e divertido desafio experimentar truques como apanhar o Boomerang por entre as pernas, por trás das costas, lançar dois ao mesmo tempo… Se não têm espaço para isso ou não querem gastar dinheiro com um, sempre podem ir ao Manual do Mundo onde ele ensina a fazer um pequeno Boomerang bom para espaços mais pequenos.

DSC03429.JPG

O Boomerang é apenas um exemplo, mas há muitos desportos divertidos por aí que muita gente não conhece. E não precisa de ser apenas desportos mesmo desportos. Pode ser habilidades/acrobacias como, por exemplo, malabarismo. Para os interessados, vejam o canal Lucas Gardezani Abduch. Ele também ensina a fazer bolas de malabarismo. Eu tentei e funcionou:

DSC03427.JPG

Aproveitem as férias! Divirtam-se!

Autoria e outros dados (tags, etc)


8 comentários

De Sara a 10.07.2015 às 14:36

Wow, vénia...!
Fantástico, Francisco. Vi o vídeo do guindaste umas 5x seguidas, genial. Estou sempre a dizer que adorava conseguir fazer origamis mas nunca tentei a sério e desisti depressa - shame on me, vou seguir o teu exemplo. "Boomerang" e seguro na mesma frase é que não me convence, só me imagino a receber o dito de volta na testa ou a partir vidros, é melhor continuar com o frisbee. Parabéns pela imaginação!

De Olívia a 10.07.2015 às 15:15

Muito bem Francisco!

Que conserves sempre a curiosidade e a capacidade de querer ir mais além, ocupando a cabeça com coisas interessantes!

bjs

De Margarida a 11.07.2015 às 11:14

Obrigada, Francisco, vou partilhar este post com os meus filhos!

De Família em Movimento a 12.07.2015 às 15:02

Francisco, fazer o cubo mágico assim é para Mestres!!!
Repita lá outra vez? :)

Meu caro, temos escrito sobre o tema e damos-te os parabéns pela diferença.

Um abraço

De olivia a 14.07.2015 às 19:59

Uau nos destaques!
Bj

De D. a 14.07.2015 às 22:52

Excelentes alternativas ao habitual estar "agarrado" ao computador/telemóvel, Francisco! Achei muito interessante ver o teu guindaste hidráulico em acção. Vejo que gostas desafios e de resolver problemas (tens espírito de engenheiro!). :)
Apesar de me parecer que gostas mais de coisas manuais e de ser uma ideia que até leva a estar agarrado ao computador (e uma ideia talvez chata), já pensaste em aprender a programar? Acho que tens capacidades para isso e é algo que me arrependo de não ter explorado quando tinha a tua idade...

De Francisco a 17.07.2015 às 18:55

Olá! Por acaso nunca pensei em aprender a programar, mas gosto de usar programas como o Photoshop e editores de video para criar imagens e vídeos (claro, para que é que seria?). Até é uma boa ideia, começar a aprender algumas bases de programação... Obrigado!

De Helena Le Blanc a 15.07.2015 às 00:06

Olá Francisco!
Muito parabéns pelo destaque!
Um abraço

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds


livros escritos pela mãe

Os Mistérios da Fé
NOVO - Volume III

Volumes I e II



Pesquisa

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D