Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



GPS

por Teresa Power, em 26.10.15

Há cerca de três anos atrás, fizemos uma viagem de carro que ainda hoje nos faz a todos dar uma grande gargalhada. O destino era bastante simples, e até tenho vergonha de o dizer, vivendo eu aqui em Mogofores: era a Praia de Mira. Mas nós conseguimos perder-nos completamente nas ruas paralelas e perpendiculares que circundam toda a área das praias da zona de Aveiro. Finalmente, o Francisco decidiu ligar o GPS no telemóvel do pai, e começou a dar indicações ao Niall:

- Virar à direita a duzentos metros...

- Não pode ser! - Insistia o Niall. - Eu conheço o caminho, não é à direita!

- Mas, pai, já tentaste à esquerda e falhou! Porque não segues as indicações do GPS? - Insistia por sua vez o Francisco.

Mas o Niall virava à esquerda. Então o GPS, com muita calma, lá refazia a rota:

- Virar à esquerda a trezentos metros...

- Não viro! - Continuava o Niall, convicto. - Esse GPS não vale nada. Nem deve estar atualizado.

- Pai, por favor, vira à esquerda!

E o Niall virava à direita. O GPS ia corrigindo a rota, sem se impacientar. A cada recusa do Niall, o GPS refazia as suas indicações, para que pudessemos chegar ao nosso destino. Finalmente, lá encontrámos a tabuleta a indicar: "Praia de Mira". Vitória!

- Se tivesses acreditado no GPS, já cá estávamos há muito tempo - Resmungava o Francisco. E continua a resmungar, até hoje! Porque o Niall continua a desconfiar do GPS e a "seguir o seu instinto", mesmo quando este está claramente errado.

 

Outro dia, na catequese, servi-me da história do GPS para explicar aos meus catequisandos a forma como Deus nos conduz pela vida. Deus tem um sonho para cada um de nós. A cada "curva", Deus vai-nos dando indicações precisas sobre os passos que precisamos de dar para chegar à paragem seguinte da nossa viagem. Nem sempre escutamos com atenção... Nem sempre o nosso GPS interior está bem sintonizado com o satélite do Senhor! Ou então acontece como aconteceu com o Niall na nossa célebre viagem: recusamos determinadamente as indicações que o Senhor nos dá através, por exemplo, da sua Igreja, da doutrina católica, dos mandamentos, da Palavra da Bíblia, e preferimos o nosso "instinto" que, geralmente, é mais agradável aos sentidos.

Que faz Deus? Deixa-nos entregues a nós mesmos, perdidos no lamaçal deste mundo e vítimas dos nossos próprios erros? Diz-nos "Bem te avisei" e encolhe os ombros? De modo nenhum: tal como o GPS do carro, o Senhor aceita as nossas escolhas, respeita os passos que queremos dar sem se impacientar, e se quisermos, apaga todo o nosso passado com uma só Palavra de perdão. Depois, a partir do ponto em que nos encontramos, refaz a nossa rota, aquela que nos irá levar à meta final, o Céu...

IMG_4730.JPG

 "Irmãos, não me julgo como se já o tivesse alcançado. Mas uma coisa faço: esquecendo-me do que está para trás e lançando-me para o que vem à frente, corro em direção à meta, para o prémio a que Deus, lá do alto, nos chama em Cristo Jesus." (Fl 3, 11-14)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:00


4 comentários

De João Miranda Santos a 26.10.2015 às 07:10

Excelente comparação, Teresa!

De Joana a 26.10.2015 às 13:56

Muito bonito.

De D. a 26.10.2015 às 22:59

Que excelente analogia, Teresa! Uma história simples (e engraçada, pois tenho de admitir que a teimosia do seu marido me fez sorrir), mas que transmite o essencial e ajuda mesmo a entender melhor o amor de Deus por cada um de nós e a forma como Ele se relaciona connosco. Vou guardar.

De carla a 27.10.2015 às 10:21

ah, ah ,ah.... tens é de voltar a fazer o caminho para a praia de mira...
Como eu compreendo o Niall... não o fazia assim teimoso.... surpresa...
Nunca tinha pensando em Deus como gps.... muito boa...

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds


livros escritos pela mãe

Os Mistérios da Fé
NOVO - Volume III

Volumes I e II



Pesquisa

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D