Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Lembra-te

por Teresa Power, em 23.01.15

Hora da oração familiar. No Canto de Oração, cantamos, dançamos, batemos palmas e louvamos o Senhor. Depois, à vez, cada um de nós agradece a Jesus as graças deste dia. Uns agradecem a brincadeira na escola, outros agradecem o teste ter corrido bem, ou a ginástica ter sido divertida. Agradecemos o trabalho apostólico, os mails recebidos, os amigos encontrados. Agradecemos o alimento, a amizade e o amor.

Como esta oração de acção de graças é feita por ordem crescente de idades, a primeira a rezar é a Sara. De joelhos e com as mãos juntas, a Sara diz sempre a mesma coisa:

- "Bigada" Jesus, poque escola, missa, Curia, parque, loja. Ámen!

Nós rimo-nos sempre baixinho desta oração trapalhona. Na verdade, a Sara entretem-se a repetir o que ouve os irmãos dizer. Acontece que não repete apenas uma das suas orações, mas todas, fazendo memória de todas as acções de graças por eles feitas nos últimos meses. Assim, até bem perto do Natal, a Sara agradecia pela praia - que não visita desde outubro; e a partir do Natal, a Sara começou a agradecer pela Curia, onde foi várias vezes durante as férias e onde se deleitou a dar pão aos peixinhos e aos patinhos:DSC00578.JPG

DSC00569.JPG

Também agradece pela loja, isto é, a padaria onde o pai leva os irmãos de manhã cedo a comprar o pão, ao fim-de-semana, e que eles de vez em quando agradecem - a Sara fá-lo diariamente; e pela missa, claro está, mesmo nos dias de escola mais demorada.

 

O que a Sara faz, meus caros amigos, é afinal aquilo que todos somos chamados a fazer: a memória das bênçãos recebidas. A oração da Sara, que nos faz sorrir, faz-nos também recordar os belíssimos tempos de família passados à beira-mar, no longo verão, ou nos parques onde gostamos de brincar. A Sara não nos deixa esquecer! Diz-nos o salmo 77/78:

 

"O que ouvimos e aprendemos,

o que os nossos pais nos contaram,

não o ocultamos aos nossos descendentes,

mas o transmitiremos à geração seguinte:

os feitos gloriosos do Senhor,

o seu poder e as maravilhas que Ele fez.

O Senhor ordenou a nossos pais

que ensinassem a sua lei aos filhos,

para que os seus filhos, quando crescessem,

a transmitissem a seus próprios filhos,

para que pusessem a sua confiança em Deus

e não esquecessem os feitos de Deus..."

 

Estaremos nós suficientemente atentos às bênçãos recebidas? Será que recordamos e fazemos memória agradecida de tudo quanto do Senhor recebemos, ao longo da vida? Diremos vezes suficientes "Obrigado, Senhor"? Contamos aos nossos filhos a longa e bela História da nossa Salvação, registada na Bíblia?

Que a simplicidade da oração da Sara nos ajude a ver para além das nossas dores e das nossas queixas, para além das nossas limitações e do nosso pecado, e a fixar o olhar n'Aquele que nos criou, que nos salvou, e de Quem tudo recebemos...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:31


3 comentários

De Fm a 23.01.2015 às 09:13

Concordo que agradecer é fundamental. Cá em casa não o fazemos com uma oração, mas todos os dias procuramos o que foi bom no nosso dia e todos os dias relembramos porque é que somos felizes (pode ser saúd, trabalho, ou coisas simples como hoje recebi uma mensagem da pessoa x). Se todos os dias procurarmos algo que nos deixou felizes, acredito que essa felicidade dura. E no fundo é agradecer por a ter

De Maria João da Luz a 23.01.2015 às 12:55

Teresa,
Bom dia! Nós, lá em casa, também cantamos e rezamos com as crianças todas as noites e tem sido das melhores coisas do mundo! :)
Agora, em vez de uma "qualquer" história à noite, queria passar a contar-lhes a História da Bíblia...seria "dois em um"...ouvem uma história como tanto gostam, mas aprendem um bocadinho mais de Deus, de Jesus. A verdade é que as Bíblias infantis que encontrei não me têm seduzido...Aconselha algun(s) livro(s) em especial? (precisam ainda de ter bonecos :)).
Um beijino e obrigada pela ajuda!

De Teresa Power a 23.01.2015 às 14:47

Tem toda a razão em relação às Bíbilas, Maria João! Nós utilizamos algumas e alguns livros com histórias bíblicas, que indiquei num post anterior, a que pode aceder com a tag "espiritualidade católica", ou "livros". De resto, pode servir-se dos meus livros Os Mistérios da Fé para encontrar episódios "narráveis", isto é, histórias trabalhadas, que depois pode contar com arte aos seus filhos, ilustrando com imagens para colorir, por exemplo, que imprima da net. Eu costumo fazer isso! Enquanto conto, eles vão colorindo. Felicidades!

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds


livros escritos pela mãe

Os Mistérios da Fé
NOVO - Volume III

Volumes I e II



Pesquisa

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D