Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Obrigado!

por Teresa Power, em 13.04.15

Manhã de quinta-feira. Entrei no Centro Social para deixar o António e a Sara e, como costume, a Irmã estava à porta para os cumprimentar com um beijinho simpático.

- O que é hoje a comida? - Perguntou-me, também como costume, o António. Aproximei-me da parede, para ler a ementa no cartaz semanal, e respondi-lhe. A Irmã, que escutara a pergunta do António, disse-me então:

- O seu António é um menino muito querido, sabe? Com muita frequência, no final do almoço, o António vem ter comigo e diz-me: "O comer estava muito bom, Irmã, obrigado!" É raro escutar estas palavras da parte de uma criança. Ele nunca se esquece de quem fez a refeição! Calculo que aprenda isso em casa...

- Sim - Respondi, a sorrir e obviamente orgulhosa do meu rapaz - O pai nunca os deixa sair da mesa sem antes agradecerem à mãe a refeição. É tão fácil criticar quando falta o sal, ou quando o arroz queimou, mas tão difícil lembrarmos as palavras de agradecimento! O pai é muito exigente nesse ponto, e pelos vistos, dá resultado!

 antónio árvore 1.JPG

Vim para casa a pensar nas palavras da Irmã. É na verdade raro, hoje, encontrar palavras de agradecimento gratuitas e espontâneas... Nos nossos trabalhos, quantas vezes nos agradecem o que fazemos uns pelos outros - seja ou não nossa obrigação? E quantas vezes agradecemos aos outros o que eles fazem por nós - seja ou não sua obrigação? Quantas vezes agradecemos aos professores dos nossos filhos o seu trabalho e a sua dedicação? E aos catequistas, que dão o seu tempo de forma totalmente gratuita? Quantas vezes agradeço a quem limpa as salas da minha escola, ou ao funcionário que me abre o portão para eu passar com o carro? Quantas vezes agradecemos uns aos outros em casa?

E ao Senhor?...

Recordo-me do episódio dos dez leprosos que Jesus curou. Os dez descobriram que estavam curados quando se afastavam de Jesus e regressavam às suas casas. E que fizeram então?

 

"Um deles, vendo-se curado, voltou, glorificando a Deus em voz alta; caiu aos pés de Jesus com a face em terra e agradeceu-Lhe. Era um samaritano. Tomando a palavra, Jesus disse: «Não foram dez os que ficaram purificados? Onde estão os outros nove? Não houve quem voltasse para dar glória a Deus, senão este estrangeiro?» E disse-lhe: «Levanta-te e vai. A tua fé te salvou.»" (Lc 17, 11-19)

 

Senhor, eu não tenho nada que Tu me não tenhas dado. Obrigada! Como o António, também eu Te quero dizer: o comer hoje estava muito bom...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:15


7 comentários

De Elsa Valverde a 13.04.2015 às 08:15

E o alimento que o Senhor nos dá é tão bom!

De ana santos a 13.04.2015 às 08:53

Hoje o post assentou como uma luva! Jesus, eu não tenho nada que não me tenhas dado... obrigada! Hoje, digo obrigada, muito obrigada:))

De Helena Atalaia a 13.04.2015 às 09:21

E muito obrigada pelos seus posts, Teresa! :) um beijinho.

De Teresa Power a 13.04.2015 às 16:23

:) Bj para todos!

De Sónia a 13.04.2015 às 17:19

:)

mil beijinhos

De Olívia a 13.04.2015 às 18:19

Obrigada Meu Deus por estas palavras, sempre oportunas!!
Obrigada família Power, por tudo!

De Anónimo a 13.04.2015 às 19:49

A gratidão é sem dúvida um valor a cultivar! Se formos agradecidos e soubermos ver o lado bom das coisas, a nossa vida e a dos outros que connosco vivem será muito mais fácil e agradável!
Obrigada por este post e por todos os outros que nos são oferecidos todas as manhãs! :)

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds


livros escritos pela mãe

Os Mistérios da Fé
NOVO - Volume III

Volumes I e II



Pesquisa

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D