Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Os "peles-castanhas" e a oração pessoal

por Teresa Power, em 02.09.14

As férias estão a chegar ao fim. Enquanto dou banho aos mais novos, apercebo-me da sua cor bronzeada.

- Achas que já estou da cor dos meus amigos castanhos? - Pergunta a Lúcia, ansiosa. Ela gosta muito da pele escura!

- Ainda não, Lúcia. Mas já estás muito mais castanha, lá isso estás!

- Eu sou o mais castanho de todos - Assegura o David, muito orgulhoso do seu bronzeado. - O meu corpo está da cor da Irlanda, mas os meus braços e as minhas pernas estão da cor de África!

E é quase verdade!

O sol queima sem que nos demos conta da sua acção. Brincando no jardim, passeando à beira-mar, mergulhando nas ondas, trabalhando na horta ou andando de bicicleta, vamos ganhando a cor saudável do verão, carregadinha de belas recordações!

 

Fico a pensar num outro Sol, o Sol divino... Também esse "Sol" queima, se nos expusermos a Ele! E não há melhor "exposição solar" que o tempo de oração. Às vezes perguntam-me: "Teresa, como se faz para rezar?" Eu costumo responder: "Como fazes para te bronzeares na praia?" Na verdade, não importa se estamos a ler na toalha, a mergulhar nas ondas, a jogar à bola ou a construir castelos na areia - se estivermos ao sol, ficamos bronzeados. Assim também com a oração: bem mais importante que a forma como preenchemos o nosso tempo de oração é a decisão de a fazer e o tempo que lhe dedicamos.

 

 

Como é que eu rezo? Às vezes leio a Bíblia, procurando escutar nela a voz de Deus; outras, rezo o terço com todo o coração; outras ainda, rezo a Via Sacra, ou o Terço da Misericórdia; também é frequente ficar a "mastigar" uma frase ou um pensamento de um livro de espiritualidade que bateu mais fundo... Costumo conversar com Deus como Moisés fazia, "como um amigo com o seu amigo" (Ex 33, 11); às vezes zango-me, outras peço perdão, outras choro, outras rio; às vezes suspiro, às vezes faço silêncio; às vezes estou distraída e às vezes adormeço. Mas no final sinto cá dentro aquele calor que sentimos na pele depois de uma manhã de praia!

 

Com o regresso à rotina do ano lectivo, regressará também o meu tempo pessoal formal de oração. Porque no verão, embora o tempo de oração familiar se mantenha intacto, é-me difícil fazer oração pessoal numa casa com seis crianças em férias! Vou conversando com Jesus durante o dia, naturalmente, mas não é suficiente para um "bronzeado bonito"... Assim, à medida que decresce a minha exposição solar, espero aumentar essa outra "exposição solar" diante do Senhor...

 

 

(No retiro falaremos bastante sobre oração. Já se inscreveram? Na coluna lateral deste blogue têm tudo o que precisam de saber para o fazer! Esperamos por vós!)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:50


3 comentários

De gralha a 02.09.2014 às 10:00

E que bom é este bronzeado que podemos manter durante todo o ano :)

De Cláudia Sousa a 29.09.2014 às 00:04

Todos os dias a minha filha mais velha me pergunta se já está castanha como a mãe. E depois faz-me prometer que ficará castanha como eu. Eu expliquei-lhe já que ela tem a beleza dela que poderá nunca ficar castanha ou até vir a ter a pele como a minha... mas é o objectivo dela! O facto de a irmã do meio ter a pele como a mãe não ajuda muito... Quando era criança sofri muito com comentários de colegas da escola, fui muito gozada, chamavam-me Maria Chocolate! Eu na minha inocência não sabia porquê que era mau ser castanha. Há medida que fui crescendo fui-me apercebendo que no verão toda a gente queria ficar como eu e agora vejo a minha filha com orgulho da minha côr. Deus, Obrigada pela côr que me deste, obrigada pela vida que me deste e por tudo o que me fazes perceber através das minhas filhas. Estes seres pequeninos que aprendem conosco também nos fazem aprender...

De Cláudia Sousa a 29.09.2014 às 00:06

Desculpem algumas gralhas... escrever com telemóvel é complicado!

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds


livros escritos pela mãe

Os Mistérios da Fé
NOVO - Volume III

Volumes I e II



Pesquisa

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D