Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Panquecas

por Teresa Power, em 21.02.15

- Acorda, papá! Acorda, já são horas!

- Deixem-me dormir um bocadinho, meninos. Ainda não são sete da manhã! Se fosse dia de escola, aposto que tinha de vos acordar. Porque é que ao fim-de-semana não deixam o pai e a mãe dormir um bocadinho?

- Porque se não te levantares depressa não tens tempo de fazer as panquecas antes da missa!

O Niall suspira, e um pouco contrariado, levanta-se. Os meninos têm razão: nos dois últimos domingos ficaram sem panquecas, porque acordámos todos um pouco mais tarde, isto é, depois das sete e meia.

As panquecas ao domingo de manhã fazem parte dos rituais da nossa família desde o início. Tipicamente irlandesas, foi o Niall quem as introduziu em nossa casa e é o Niall quem as continua a fazer todas as semanas. Como cada vez há mais crianças para comer panquecas, cada vez levam mais tempo a fazer, e daí a pequena hesitação do Niall em algumas manhãs mais apertadas de domingo.

DSC00920.JPG

DSC00917.JPG

Os rituais familiares são como uma lareira numa casa: aproximam as pessoas e fazem-nas demorar um bocadinho mais umas com as outras, antes de se dispersarem pelos seus afazeres. As famílias precisam de rituais. O Principezinho diz que os rituais são uma coisa de que toda a gente parece ter-se esquecido... Será? Na verdade, muitas famílias vivem ao sabor da corrente, sem tomar grande consciência dos gestos de cada dia, deixando que os espaços em branco entre as pessoas sejam ocupados com a televisão ou os auriculares. É preciso um bocadinho de criatividade e muita força de vontade para transformar as rotinas em rituais.

Como nascem os rituais? Alguns são herdados da família alargada. Que bem que sabem! "Sempre se fez assim", repetem os pais aos filhos, transmitindo gestos de amor. Outros, pelo contrário, precisam de cortar com os rituais da família alargada, pelas mais variadas razões. Há rituais que nascem espontaneamente nas famílias, outros que são pensados, desenhados, inventados com amor. Alguns pegam, como pequenas sementes na terra, outros murcham e são postos de lado. Todos precisam de cuidados para crescerem e darem fruto.

 

Como uma sã família judia, a Família de Nazaré tinha muitos e belos rituais. Enquanto crescia, Jesus contemplava a repetição dos gestos de Maria e de José, acendendo castiçais, preparando alimentos, curvando-se em oração, levantando a candeia na casa, contando histórias das Escrituras.

Nós também temos muitos rituais, que dão magia aos momentos mais triviais do dia: as panquecas ao domingo de manhã; a televisão ao sábado antes de jantar; os croissants com nutella domingo depois do grupo de oração; os walkie-talkies nas viagens longas com dois carros; a hora da história bíblica, ao serão; a história antes de dormir; a oração familiar; os jogos de cartas aos serões, nas férias familiares...

 

Será que alguns destes rituais vão passar para a geração dos nossos netos, através da memória feliz dos nossos filhos? Afinal, os rituais mais não são do que formas de narrarmos a nossa vida, parábolas sobre a nossa família...

 

"Quando amanhã o teu filho te perguntar: «Que significam estes mandamentos, estas leis, estes decretos que o Senhor nosso Deus vos prescreveu?» Então responderás ao teu filho: «Nós éramos escravos do Faraó no Egito, e o Senhor libertou-nos do Egito com mão forte...»" (Deut 6, 20-25)

 

 PS - Hoje à tarde estaremos no Centro Paroquial da Sé de Aveiro para falar de Família Escola de Fé. Apareçam!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:25


9 comentários

De Rogério Ribeiro a 21.02.2015 às 12:52

A receita das panquecas irlandesas?

De Niall Power a 21.02.2015 às 19:27

Bem, este desafio merece o meu melhor esforço. Terá então que ser em inglês!

So here is the recipe for Power pancakes:

Take three or four small lively children just before 7:00am and put them on stools at the sideboard. Give each of them a wooden spoon. Take one large bowl and a bag of flour. Give each child a turn at pouring in some flour. Hoping for the best, now take two or three eggs and ask the children to "share" them by breaking them into the flour. Then take a litre of milk, and, taking care to ensure each child has blown his nose and cleaned his/her hand, pour in the milk slowly, with the four wooden spoons whizzing around. Try to avoid making a mess (good luck with that part!). Add a pinch of salt, give each child a turn to shake in some cinemon and hope that the mixture turns it what resembles a heavy liquid. Remove the children and heat the saucepans to a high temperature. With luck, other family members will have arrived in the kitchen and can keep the children occupied with milk etc. while the pancakes cook two by two. Finally, never forget to make a complete fool of yourself by trying to turn the pancakes by throwing them in the air and catching them in the pan. Add chocolate spread or other messy toppings and call it fun (if you dare!).
Niall

De Anónimo a 21.02.2015 às 21:03

Ahahahah :)
Niall, mas isso é quantidade industrial, certo? Quantas panquecas é que isso dá? (ficam boas congeladas ou dá para congelar a mistura?)
P.S.- acordar antes das 7h a um domingo...au.
Sara

De Patrícia C. a 21.02.2015 às 21:16

Por aqui também temos o ritual das panquecas ("à portuguesa"!) no fim de semana - e geralmente também antes das 7h!. Depois pomos mel ou maçã (em tiras fininhas com açúcar, vai ao lume para fazer uma calda) e comemos na sala :)

Adoro sentir que temos e criamos rituais!

De anônimo a 21.02.2015 às 22:43

Nial é melhor colocar a receita das panquecas irlandesas. Eu também gosto. Obrigada.

De maria da conceição simões a 23.02.2015 às 22:08


São momentos únicos.
Em minha casa também se faziam panquecas ao Domingo, mas ao jantar.
Todos cresceram e seguiram as suas vidas ,graças a Deus, mas fica a saudade desse tempo.
Tudo tem o seu tempo. Aproveitem bem família linda
Beijos

De Joana Tav. a 24.02.2015 às 00:11

Olá. Que lindo post é verdade os rituais são o que distingue cada um de nós cada uma das nossas famílias dos demais e por serem especiais e só nossos são mágicos e fortalecem as raízes que nos unem... Obrigada! Beijinhos

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds


livros escritos pela mãe

Os Mistérios da Fé
NOVO - Volume III

Volumes I e II



Pesquisa

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D