Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Tremor de Terra

por Teresa Power, em 08.06.14

Oração familiar, sexta-feira à noite.

- Hoje vamos rezar pela libertação de uma mãe sudanesa, uma grande mulher que está presa, juntamente com o filho pequenino e com a bebé que nasceu na prisão!

- Na prisão? Os bebés podem nascer na prisão?

- É verdade, David, esta bebé nasceu na prisão.

- E porque está essa mãe presa? Fez coisas más?

- Não, Lúcia. Simplesmente, ela acredita em Jesus, e na sua terra, as pessoas estão proibidas de acreditar em Jesus.

- Porquê? Jesus é tão bom! Faz mal acreditar em Jesus?

Neste ponto da conversa, eu já estava arrependida de ter levantado o assunto diante dos filhos mais novos. Agora tinha de me desenrascar.

- Lúcia, há homens maus em todo o lado, que querem mandar naquilo em que os outros acreditam. Como se pudéssemos obrigar alguém a acreditar seja no que for!

- Pois é, só acreditamos se o nosso coração mandar, não é, mãe?

- É, David.

- E essa terra da prisão é muito, muito longe daqui?

- Sim, Lúcia.

- Eu nunca quero ir lá! Gosto muito de rezar. Gosto muito do Jesus! E não quero que me proíbam de rezar.

- E se nós rezarmos muito, vai acontecer como aconteceu com Paulo e o outro amigo dele? (At 16, 22-34)

- Lembras-te dessa história, David?

- Sim. Paulo e um amigo estavam dentro da prisão, e depois um tremor de terra abriu-lhes a porta!

- Então vamos lá todos rezar, rezar com muita fé para que um tremor de terra venha abrir as portas da prisão de Meriem!

 

A oração é verdadeiramente o tremor de terra que pode abalar os fundamentos do nosso mundo. A oração tem um poder imensurável, muito superior ao que nós imaginamos! Em Fátima, o Anjo de Portugal assegurou aos pastorinhos que a sua oração era suficiente para atrair a paz sobre a sua pátria; e em Medjugorge, Nossa Senhora disse um dia:

 

"Os homens esqueceram-se que com o jejum e a oração podem evitar as guerras e suspender as leis da natureza" (25/12/1982).

 

O Anjo  e Nossa Senhora não estão a dizer-nos nada que Jesus e toda a Palavra de Deus não diga:

 

"Pedi e ser-vos-á dado; procurai e achareis; batei e abrir-se-vos-á; porque todo aquele que pede, recebe; quem procura, encontra, e ao que bate, abrir-se-á." (Lc 11, 9-10)

 

Um dos mais belos e luminosos frutos desde blogue é a oração. Neste momento, há várias famílias no país em união de coração connosco, através da Novena de Pentecostes (novena do pentecostes)que há nove dias publiquei; e há muitos leitores que, como nós, rezam insistentemente para que esta pobre mãe sudanesa e tantos outros cristãos perseguidos possam viver a sua fé em paz.

Nem todos nos encontraremos nesta vida. Mas todos nos encontraremos no Céu. E então iremos descobrir o imenso poder da nossa oração! No Céu encontraremos Meriem, e ela agradecer-nos-á as nossas orações; no Céu perceberemos como a nossa oração silenciosa e por vezes solitária atraiu a paz sobre a nossa família; no Céu veremos o brilho dos fios de luz que nos unem uns aos outros, em Deus. Rezar nunca, nunca é tempo perdido. Rezar opera sempre maravilhas, mesmo que não as vejamos deste lado da vida...

 

Hoje, no Vaticano, pelas 18 horas de Lisboa, os Presidentes de Israel e da Palestina encontram-se com o Papa Francisco para rezar, implorando ao Senhor o dom da paz. "Todos os homens e mulheres desta Terra e do mundo inteiro nos pedem para levarmos à presença de Deus a sua ardente aspiração pela paz", disse o Papa em Israel. Ele conhece o poder da oração.

 

É Pentecostes. Que "tremor de terra" virá abalar a nossa vida e abrir as nossas prisões? Unamo-nos em oração uns aos outros, ao Santo Padre e ao mundo inteiro, e supliquemos ao Espírito Santo que venha renovar a face da Terra. Ámen!

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:48


2 comentários

De Bruxa Mimi a 08.06.2014 às 21:18

Obrigada por este post, Teresa, que li pela manhã e agora reli. E sabe por que é que lhe agradeço? Porque, apesar de ter conhecimento da história desta mãe e de ter desejado que tudo se resolva a seu favor, nem uma vez rezei por ela. Nem uma. Entenda-se que não a excluí das minhas orações, "simplesmente" não me lembrei de a incluir. Este post fez-me mais uma vez perceber como tenho um coração egoísta, e muito virado para o meu umbigo. Espero que entre este comentário e as minhas orações não haja novo esquecimento (se não o tivesse relido, já não me recordaria).

Bem-haja por este post e pelas partilhas diárias que aqui faz. Acho que é a pitada de sal que torna a blogosfera mais cristã!

De Teresa Power a 08.06.2014 às 21:57

Como a "Bruxa Mimi" também disse no seu blog, nós católicos somos mais numerosos do que imaginamos! E está mais do que na hora - o papa Francisco escreveu-no na sua Carta Encíclica - de afirmar publicamente e alegremente a nossa fé! Precisamos de partilhar a vida cristã também na blogosfera, e contagiar o mundo! Bjs T.

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds


livros escritos pela mãe

Os Mistérios da Fé
NOVO - Volume III

Volumes I e II



Pesquisa

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D