Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Dia do Pai

por Teresa Power, em 19.03.14

Escrito pelo Niall...

 

Nos primeiros anos de casado, perguntavam-me por vezes o que provocava em mim mais saudades da Irlanda. Eu respondia invariavelmente: "the craic". Trata-se de uma expressão irlandesa (gaélica) que significa  "divertimento", sempre ligado a riso forte e gargalhada. Pois parecia-me que o sentido do humor dos portugueses nada tinha a ver com este sentido dos irlandeses e tinha saudades dele. Mas estava enganado.

 

Tenho 3 irmãs e 6 irmãos. Sou número 7 na lista, o que quer dizer que convivia maioritariamente com irmãos mais velhos - rapazes e raparigas cheios de bom humor e sempre predispostos ao "craic".

Os anos passaram. À medida que os meus filhos vão crescendo, vou reencontrando este meu sexto sentido, "the craic", no meio deles. Pois descobri que não é o sentido de humor dos irlandeses ou dos portugueses que está em causa afinal. É antes a partilha da vida no seio de uma família numerosa: são os comentários dos meus filhos mais velhos, que me conhecem bem e sabem troçar-me com ironia e sátira para me fazer rir de forma irresistível; ou são as brincadeiras dos mais pequenos que me surpreendem e dou comigo a rir à gargalhada. É o "craic" de volta na minha vida a matar as saudades de outros tempos.


O riso é um dom de Deus. Adoro rir. E sei que Deus também tem um bom sentido de humor. Aliás, a Antiga Aliança começou com uma gargalhada - a gargalhada de Sara, ao saber que ia ter um filho na sua velhice:

 

"O Senhor disse: «Voltarei a ti no ano que vem e Sara, a tua mulher, já terá um filho.» Sara ouvia da entrada da tenda que estava detrás daquele que falava. Abraão e Sara já eram velhos, e para ela já havia cessado o período regular das mulheres. Por isso, Sara pôs-se a rir.

Sara concebeu e deu a Abraão um filho na velhice, no prazo fixado por Deus. E Abraão deu o nome de Isaac (que significa "riso") ao seu filho. E Sara disse: «Deus fez-me rir, e todos os que o souberem vão rir-se comigo.»" (Gen 18, 10-12. 21, 3-5)

 

E a Nova Aliança começou com a saudação do anjo Gabriel, pedindo a Maria que se risse também, pois ia conceber na sua virgindade:

 

"Alegra-te, ó Cheia de Graça!" (Lc 1, 28)

 

Educar uma família numerosa dá muito trabalho e tem momentos muito difíceis. Mas no fim do dia, só nos lembramos das coisas boas. Na minha vida, tal como na Bíblia, os filhos são fontes de riso. Quando olho para estes quinze anos de paternidade, recordo sobretudo gargalhadas!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:41


2 comentários

De Teresa Power a 19.03.2014 às 22:04

É verdade, Guida, esta data é mesmo para comemorar! Também eu recordo com muita saudade o meu pai, sempre tão bem-disposto, sempre tão atento a cada uma de nós, apesar da sua doença... Morreu tão jovem! Como será o Dia do Pai lá em Casa? S. José faz as honras, claro... Bjs

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds


livros escritos pela mãe

Os Mistérios da Fé
NOVO - Volume III

Volumes I e II



Pesquisa

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D