Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Guitarras e pandeiretas

por Teresa Power, em 23.06.14

A Cláudia e o Cristóvão são os jovens pais de três adoráveis meninas, todas com menos de quatro anos. No espaço de uma semana, conheceram este blogue e inscreveram-se no último retiro Famílias de Caná que fizémos . Foi uma inscrição pouco pensada, e ainda bem, porque quando pensamos muito surgem sempre obstáculos! O retiro fez-se, a Cláudia e o Cristóvão tiveram uma experiência memorável, e como vivem em Coimbra, a meia hora de Mogofores, ontem decidiram vir à missa aqui no Santuário para podermos estar de novo juntos. Depois almoçaram em nossa casa. Foi uma tarde maravilhosa! Entre muitas coisas, contaram-nos que, depois do retiro, decidiram aprender a tocar guitarra. Como não têm ninguém que os ensine, estão a fazer um curso online!

Mas... Que resolução estranha, pensam vocês. Sair do retiro com vontade de tocar guitarra?!

 

No Livro do Êxodo, escutamos como Moisés retirou o povo do Egipto, fazendo-o atravessar o Mar Vermelho, e como os carros e os cavalos do Faraó ficaram sepultados nesse mesmo mar. Assim que deram conta de estarem salvos, os Hebreus exultaram de alegria e louvaram o Senhor. Mas não o fizeram apenas com palavras! Ora leiam comigo:

 

"Maria, a profetisa, irmã de Aarão, tomou nas mãos uma pandeireta, e todas as mulheres saíram atrás dela com pandeiretas, a dançar." (Ex 15, 20)

 

Cá em casa, cantar e dançar para Deus é bastante comum. Até a Sara já sabe do que se trata! Numa das nossas orações, esta semana, não resisti e, enquanto cantavam, fui a correr buscar a máquina fotográfica. São trinta segundos que aqui vos deixo como "aperitivo" para o retiro (se ainda não se inscreveram, façam-no aqui):

Será isto oração? Assim se perguntam certamente alguns cristãos. A oração passa pelo silêncio, pela meditação da Palavra, pela repetição de algumas palavras ao ritmo do coração, como o terço, e passa também pela exultação, pela dança, pelo louvor feliz. Quando se é pequenino, como a Sara, talvez a oração seja simplesmente esta dança divertida, com a família bem disposta e reunida num único lugar. Para a Sara, a oração é certamente um dos momentos mais felizes do seu dia. Que melhor alicerce senão a alegria para fazer desabrochar numa criança o gosto pela oração? Antes de aprender a gritar "Goooooolo!" Antes de aprender a gritar "Cristiano Ronaldo!" eu quero que a Sara levante os braços e grite "Jesus!"
Uma das características mais marcantes das Famílias de Caná é a alegria. Com vidas mais ou menos difíceis, com mais ou menos saúde, com mais ou menos dinheiro, todos procuramos viver a fé como uma imensa festa, para glória de Deus. A Cláudia e o Cristóvão sairam da nossa casa a saber tocar alguns cânticos simples. Hoje já deve haver dança lá em casa! Mas não é preciso fazer um curso de guitarra - embora dê jeito... Se tiverem uma pandeireta, façam como Maria, a profetisa, e logo toda a família sairá atrás, a dançar!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:24


7 comentários

De Cristóvão D. Sousa a 23.06.2014 às 10:09

Olá Teresa, que óptimo foi partilhar o dia com vocês! Obrigado!

"Foi uma inscrição pouco pensada, e ainda bem, porque quando pensamos muito surgem sempre obstáculos!"

Por vezes, Deus seduz e chama-nos de tal forma que a nossa resposta não pode ser outra que não um “Sim!”. Saberiam Pedro, André e os outros pescadores onde iam, e tudo o que viveriam? Com certeza que não, mas eles, sem pensar, deixaram o que estavam a fazer e seguiram-no.

Animo todas as famílias indecisas a fazerem esta experiência tão boa do retiro; com Deus não há tempo perdido, só há “tempo ganho”.

De Olívia a 23.06.2014 às 12:30

Lá em casa não somos muito musicais... mas também já pensámos e arranjar um instrumento musical (não sei se dá para tocar as músicas na flauta) para alegrar as nossas orações!

Bem hajam por nos lembrarem que devemos ser alegres, famílias felizes e gratas - "Pequenos oásis de fé cristã no meio da comunidade"

De Catarina Silva a 23.06.2014 às 19:37

Boa tarde Teresa,

Sigo o seu blog há algum tempo e já tenho tido vontade de comentar, mas acabo sempre por nunca o fazer...
Sou uma mãe de 3 filhos e tento "sozinha" (entre aspas porque na verdade nunca estamos sozinhos, o Senhor acompanha-nos sempre) educar os meus filhos na fé. Não tem sido fácil, porque uma coisa é quando toda a família está unida nessa vontade, outra coisa é quando não está. No entanto, não pude deixar de me rir com as suas meninas a dançar e a cantar, porque com os meus filhos passa-se o mesmo, adoram cânticos de louvor ao Senhor. E eu, sirvo-me muito dessa "ferramenta", para lhes transmitir a alegria da Fé.

Obrigada por conseguir tempo (sinceramente, não sei como consegue) para nos dar o seu testemunho dessa forma tão generosa.

De Teresa Power a 23.06.2014 às 21:49

Olá Catarina! Na verdade, a minha situação é bastante mais fácil, e não tem grande mérito: estamos os dois, marido e mulher, bem unidos neste ideal de fé, pelo que nos ajudamos mutuamente. Educar os filhos na fé como a Catarina faz, sem a ajuda do marido nessa área, isso sim, é meritório! Deus não liga tanto aos resultados quanto ao amor e ao esforço. Se dermos tudo, Ele dar-nos-á tudo também, a seu tempo! Força Catarina! Rezamos por vós! Quanto ao tempo, esse temos de o roubar a muitas outras coisas, não é verdade? Bjs Teresa

De Catarina Silva a 23.06.2014 às 23:44

É bem verdade Teresa!

Muito Obrigada pela Vossa oração.

Beijinhos

De Olívia a 25.06.2014 às 15:03

Catarina não perca a esperança e confie em Deus, espero sinceramente que, tal como eu, venha a surpreender-se com as mudanças na família, depois do retiro o meu marido mudou tanto, nós mudámos tanto!
Rezaremos também pela sua família e pode ser que um dia seja o Dia!!!!

De Catarina Silva a 27.06.2014 às 11:55

Olivía, agradeço muito o conforto.
A esperança eu nunca perco, mas desanimo muitas vezes. Contudo fico muito feliz por perceber que os milagres vão acontecendo noutras famílias que provavelmente se debateram ou debatem com uma situação semelhante.
Na minha vida e na da minha família também têm acontecido muitos milagres, por isso a minha esperança mantêm-se, ás vezes enfraquece, mas mantêm-se.
Obrigada!

Comentar post




subscrever feeds


livros escritos pela mãe

Os Mistérios da Fé
NOVO - Volume III

Volumes I e II



Pesquisa

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D