Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Papagaio de papel

por Teresa Power, em 27.03.15

- Frankie, Frankie! Está muito vento! Vem cá depressa!

- E o que tem o vento, David?

- Está mesmo bom para lançar o meu papagaio! Ajudas-me?

- Vamos lá então. Tens tudo a postos?

- Tenho, olha! O António também quer vir. Corre, antes que o vento páre!

papagaio 1.JPG

 

papagaio 2.JPG

papagaio 3.JPG

Os meus filhos brincaram toda a tarde ao vento, e eu fui escutando as suas exclamações de alegria. Felizes, esforçaram-se por lançar o papagaio, que teimava em cair ao chão. Por fim, tomaram-lhe o jeito e puderam contemplar o seu esforço em tons de azul, sobrevoando Náturia. À noite, na oração familiar, agradeceram o papagaio e o vento.

Podemos queixar-nos do vento o quanto quisermos, mas sem vento, os papagaios de papel não se elevam no ar! Fico a pensar na quantidade de vezes que nos queixamos precisamente daquilo que nos lança no céu de Deus: as dificuldades, os problemas, as humilhações, as críticas, as frustrações, as doenças, o sofrimento... Ultimamente tenho procurado imitar os meninos com o seu papagaio de papel, e aproveitar o "vento" que me é diariamente oferecido para crescer em amor. Ainda não salto de entusiasmo como o David diante deste "vento", mas estou mais perto! 

 Diz o Amado do mais belo Cântico da Bíblia:

 

"Desperta, vento norte!

E tu, vento sul,

Vem soprar em meu jardim,

para que se espalhem seus aromas!"

(Cc 4, 16)

 

Que o vento da vida, ao soprar nos nossos jardins, espalhe os perfumes do Senhor. Ámen!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:24


1 comentário

De Guida Campos a 27.03.2015 às 19:55

De facto, tantas vezes caimos por terra, como o papagaio azul, sem forças para nos erguermos, mas é como a pequena Sara que cai de costas para os braços seguros do pai..... temos que ser confiantes e deixarmo-nos levar pelo vento, para onde quer que ele nos queira levar......deixemo-nos ser guiados, conduzidos.....às vezes basta uma leve brisa, outras vezes precisamos de uma valente rajada........para subirmos bem alto.......que dificil que é, muitas vezes.......Obrigada...... Margarida.

Comentar post




subscrever feeds


livros escritos pela mãe

Os Mistérios da Fé
NOVO - Volume III

Volumes I e II



Pesquisa

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D