Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Levanta-te!

por Teresa Power, em 07.05.14

Uma das qualidades que sempre adorei nas crianças muito pequeninas é a facilidade com que acordam. Mal abrem os olhos, já estão de pé e aos saltos na cama, e assim que as colocamos no chão, correm ou gatinham por todo o lado como se já estivessem acordadas há horas e tivessem tomado vários cafés. Quando a Sara entra no nosso quarto a correr com o seu passinho trôpego, às seis e meia da manhã (ela já deixou a cama de grades por falta de espaço no quarto das meninas...), eu e o Niall ficamos cheios de inveja de tamanha energia. Seis e meia da manhã, e a Sara está pronta para um ataque de cócegas, para saltar sobre os papás, para atirar com o saco das fraldas para o chão, para esconder os nossos chinelos e, se não nos despachamos, para abrir as torneiras na casa-de-banho e causar uma inundação. Caramba, só queria um bocadinho da sua energia matinal!

 

Há uma palavra que percorre a Bíblia do início ao fim: "Levanta-te!" Foi assim que Deus disse a Abraão logo no começo da História de Israel:

 

"Levanta-te, percorre esta terra em todas as direcções, porque Eu ta darei." (Gen 13, 17)

 

"Levanta-te", repetiu a Moisés, quando Moisés, prostrado, O adorava na sarça-ardente; e enviou-o ao Egipto para de lá trazer o seu povo.

"Levanta-te", disse Jesus ao paralítico, à menina morta, ao cego.

"Levanta-te", disse mais tarde Jesus Ressuscitado a Paulo, apanhando-o de surpresa na estrada de Damasco.

"Levantar-me-ei", decidiu o Filho Pródigo quando se apercebeu de que chegara a altura de regressar a casa.

A atitude fundamental do crente, do Antigo ao Novo Testamento, é portanto uma atitude muito semelhante à da minha Sara e à de cada um dos meus outros filhos durante a sua primeira infância: pôr-se de pé de imediato, sem um momento de hesitação, e fazer-se à estrada.

 

Mas a nossa fé assemelha-se muito mais à atitude de um adolescente ensonado... Por muitos "Levanta-te!" que lhe repitamos, ele continua a dormir e finge que não ouve! Aí em casa também conhecem o "espera" enervante que os adolescentes são capazes de repetir vezes sem conta quando lhes pedimos alguma tarefa? Como será que Deus se sente cada vez que lhe respondemos com um bocejo e nos viramos para o outro lado?...

 

Páscoa significa "passagem". Os judeus tinham indicações precisas sobre a refeição pascal:

 

"Comereis com os rins cingidos, as sandálias nos pés, e o cajado na mão. Comereis a toda a pressa. É a Páscoa do Senhor." (Ex 12, 11)

 

Só celebra a Páscoa quem se levanta de um salto à passagem do Senhor e se aventura a percorrer o caminho que Ele indicar. Vou lembrar-me disto amanhã de manhã, quando a Sara abrir a porta do meu quarto com estrondo...

 

 

                                       

 ... E já agora: porque não se levantam com um salto e se inscrevem no retiro para famílias?...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:40



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds


livros escritos pela mãe

Os Mistérios da Fé
NOVO - Volume III

Volumes I e II


Posts mais comentados


Pesquisa

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D