Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Escrito para sempre

por Teresa Power, em 04.03.15

Eu estava bastante zangada com o David. No entanto, o disparate que o David fizera não fora por mal, e certamente não merecia a minha impaciência, ou pelo menos, não merecia tanto. Depois de ralhar, e de perceber que exagerara, abracei-o.

- Desculpa, David! - Disse, com sinceridade.

- Já te desculpei há muito - Respondeu-me ele, encostando a cabeça ao meu corpo num abraço. - Eu sei que me portei um bocadinho mal, e também sei que tu não querias ralhar tanto.

- Tens razão. Fomos os dois um pouco tontos. Vamos esquecer?

- Já está!

Tranquilizada com o perdão do meu filho, entrei no escritório para arrumar uns livros, e qual não foi o meu espanto ao deparar-me com isto:

DSC01112.JPG

A letra, o uso das maiúsculas e o esforço visível empregue neste trabalho não me deixaram dúvidas:

- Lúúúúúúúúcia!

A Lúcia apareceu a correr:

- Que foi, mãe?

- Posso saber quem andou a escrever nos móveis?

- ...

- Não consigo ouvir. Dizes-me por favor quem andou a escrever nos móveis?

- ...

- Lúcia?

- Mas, mãe, tu foste um bocadinho tótó. Ralhaste com o David e ele não tinha feito de propósito!

- E era preciso escrever isso no móvel?

O David chegou nesse momento. Perante a obra de arte da irmã, comentou:

- Oh Lúcia! Isso nunca mais vai sair! Um dia quando tu tiveres filhos, eles vão pensar que a nossa mamã ainda é tótó!

Não consegui disfarçar um sorriso. Mas foi com um ar forçadamente sério que explorei a ideia do David:

- Ai, Lúcia, os meus netos, bisnetos, trisnetos e tetranetos vão todos ficar a saber que eu sou tótó. Que tristeza!

A Lúcia tinha os olhos muito abertos:

- Ah, não pensei nisso! Olha, eu depois digo-lhes que me enganei.

E aos saltinhos, foi brincar.

 

Eu sei que, quando descobrimos o prazer da escrita, todas as superfícies são boas para escrever. Mas também sei que há coisas que só se devem escrever na areia. Entre elas, os pecados e os defeitos dos outros! Quando nos ensinou a rezar, Jesus ensinou-nos a perdoar o próximo prontamente, como o David fez:

 

"Perdoai-nos as nossas ofensas

Assim como nós perdoamos

aos que nos ofendem." (Mt 6, 12)

 

É que é na areia, também, que Deus escreve os nossos pecados, para poder, com uma só onda da sua misericórdia infinita, apagá-los assim que Lho peçamos...

 

"Tem piedade de mim, ó Deus, segundo a tua misericórdia,

segundo a tua grande clemência, apaga as minhas trangressões!

Lava-me todo inteiro da minha culpa

e purifica-me do meu pecado!

Pois reconheço as minhas culpas

e tenho sempre presente o meu pecado.

Lava-me, e ficarei mais branco do que a neve!" (Sl 51/50)

 

IMG_5258.JPG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:24

O teu Deus é o meu Deus

por Teresa Power, em 14.11.14

O mais belo desafio escolar do primeiro ano é, sem dúvida, aprender a ler. Conseguir destrinçar um emaranhado de traços e pontos, separá-los em letras, reuni-los de novo em sílabas, oferecer-lhes som e, por fim, encontrar-lhes um sentido é verdadeiramente uma conquista, comparável às mais altas conquistas da cavalaria antiga.

Para a Lúcia, aprender a ler não está a ser tarefa fácil. Distinguir entre "t" e "p", entre"l" e "d", recordar os ditongos, juntar as consoantes aos ditongos e ler tudo em conjunto exige muito trabalho! Mas se, por um lado, a dificuldade é grande, por outro, o esforço também o é, e devagarinho a Lúcia vai conseguindo encontrar palavras no meio de tantos sons.

 

Ontem encontrei a Lúcia imóvel diante de um quadro do Tomás.

- O que estás a fazer, Lúcia? - Perguntei.

- Acho que sei ler o que está ali - Respondeu-me, apontando para uma palavra.

- Então lê lá!

- Conheço o "D" e o ditongo "eu". Lê-se "Deu". E depois tem outra letra que não sei qual é...

- Muito bem! A letra que não conheces é um "s". A palavra é... "Deus"!

A Lúcia abriu muito os olhos e a boca, completamente aturdida com a sua descoberta:

- Eu já sei ler "Deus"! - Exclamou.

- Sim, Lúcia, já sabes ler "Deus"!

E sem mais, começou a saltar e a bater palmas, exclamando cada vez mais entusiasticamente:

- Já sei ler "Deus"! Já sei ler "Deus"!

Aproveitando tanto entusiasmo, chamei-a à sala e rabisquei umas palavras no caderno de trabalho. Depois sentei-me com ela e, juntas, começámos a ler:

- Deus-é-meu-Pai!

A Lúcia balbuciou as palavras muito devagar e muitas vezes até finalmente perceber que faziam sentido:

- Deus é meu Pai! Mamã, Deus é meu Pai! Já sei ler isso!

Escrevi nova frase:

- Eu-amo-a-Deus.

De novo, uma grande luta à volta dos traços e dos sons, e por fim, a alegria exuberante da descoberta.

- Agora, Lúcia, vou escrever uma frase da Bíblia.

A Lúcia olhou para mim muito espantada:

- Da Bíblia? Eu já sei ler uma frase da Bíblia?

- Já. Vais ver...

E pegando no carderno escrevi:

 

"O teu Deus é o meu Deus."

 

Quando conseguiu ler a frase, a Lúcia estacou.

- Disseste que é da Bíblia. Posso ver?

- Traz-me a Bíblia então!

 Apressou-se a ir buscar a Bíblia ao Canto de Oração. Abri no Livro de Rute 1, 16. E apontando para as palavras em letra miudinha, ajudei-a a ler:

 

"O teu Deus (será) o meu Deus." (Rt 1, 16)

 

Ao serão, durante a oração familiar, a Lúcia agradeceu:

- Obrigada, Jesus, porque já sei ler o que é mais importante. Já sei ler da Bíblia, e já sei ler "Deus"!

Lúcia a escrever.JPG

 Obrigada, Jesus, porque a Lúcia sabe o que é mais importante... Que também eu, ao educar os meus filhos e ao lutar pelo seu sucesso escolar, nunca perca de vista o que é mais importante! Ámen.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:49



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds


livros escritos pela mãe

Os Mistérios da Fé
NOVO - Volume III

Volumes I e II


Posts mais comentados


Pesquisa

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D