Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Como terra seca

por Teresa Power, em 03.09.14

O calor dos últimos dias faz com que haja um ataque contínuo à água fresca na torneira da cozinha. No meio das suas brincadeiras no jardim, os meninos passam o tempo a entrar na cozinha e a beber água, regressando depois novamente à sua incessante actividade. Às vezes, quando estão particularmente transpirados, abrem uma das torneiras do jardim e lavam a cara, a cabeça, os braços e as mãos, para se sentirem mais frescos. Claro, ficar dentro de casa seria mais simples, mas muito menos divertido!

 

É nestes dias que eu gosto de recordar e de meditar no salmo 63/62:

 

"Ó Deus, Tu és o meu Deus, a Ti procuro

Minha alma tem sede de Ti

todo o meu ser anseia por Ti

Como terra ressequida, esgotada, sem água..."

 

Depois fico a pensar... Terei eu realmente sede de Deus, como tenho sede de água no calor de um dia de verão? Terei eu consciência de ser uma terra ressequida, esgotada, sem água? É que, enquanto não sentir todo o peso da sede, toda a angústia da sede, todo o desespero da sede, não conseguirei encontrar a Fonte! O poeta espanhol Luis Rosales escreveu, baseado no pensamento de S. João da Cruz, esse grande místico e poeta espanhol:

"De noite iremos, de noite, para encontrar a fonte. Só a sede nos ilumina..."

 

Ah, a sede! É ela que explica o porquê de irmos à missa todos os domingos, custe o que custar; ou de rezarmos todos os dias, com tempo ou sem ele; ou de abrirmos a Bíblia e ler, ler, ler sem parar; ou de irmos apressadamente à Confissão, para escutar a Palavra de Perdão... É a sede que faz os cristãos do Iraque insistirem em ir à missa, sabendo que podem ser mortos ou que a igreja mais próxima está a vinte quilómetros de distância...

Só a sede fará as famílias inscreverem-se no retiro de Almada também! Temos vergonha de ser uma terra seca? Temos consciência de estarmos esgotados? Temos vivido longe, muito longe das fontes da Água Viva? Que importa, se a sede é o nosso único guia? Diz o profeta Isaías:

 

"Todos vós que tendes sede, vinde às águas! Mesmo que não tenhais dinheiro, vinde!" (Is 55, 1)

 

Sim, o retiro Famílias de Caná é gratuito também, como as Fontes de Água Viva! Os bens essenciais devem ser gratuitos... Inscrevam-se! Na coluna lateral deste blogue têm todas as indicações necessárias!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:40



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds


livros escritos pela mãe

Os Mistérios da Fé
NOVO - Volume III

Volumes I e II


Posts mais comentados


Pesquisa

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D