Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A hora extra

por Teresa Power, em 31.07.14

Sete e meia da manhã. Excitadíssimos, os meninos entraram nos carros, puseram os cintos e prepararam-se para a grande aventura: o dia da viagem chegara! Em breve estariam rodeados de primos, tios e avós no lindo país da Irlanda! O Niall e eu, atarefados até ao último minuto, entrámos também nos carros e ligámos a ignição. O carro do Niall não pegou à primeira. O Niall rodou a chave mais uma vez… e mais uma vez ainda… Não era possível, não estava a acontecer, devíamos estar a sonhar… O carro tinha acabado de passar a inspecção! Não, não iria avariar no dia em que tínhamos um avião para apanhar…
Mas avariou. O carro simplesmente não pegava. Saímos todos novamente dos carros, nervosos e com vontade de chorar. O Niall telefonou ao nosso mecânico, que se prontificou a vir de imediato com uma bateria nova. Entretanto, entrámos de novo em casa e sentámo-nos no Canto de Oração. A Lúcia distribuiu os terços e, juntos, começámos a rezar.


O mecânico apareceu logo que acabámos de rezar o terço. Mudou a bateria do carro, mas o carro continuou sem trabalhar. O problema parece ser mais sério! Só havia uma coisa a fazer – e já estávamos com uma hora de atraso na nossa viagem: empurrar o carro para a estrada, a fim de desimpedir a passagem do monovolume, deixar o mecânico a cuidar dele e seguirmos viagem todos juntos no monovolume. Rapidamente, mudámos as bagagens e acomodámo-nos o melhor que pudemos. A Lúcia e o David partilharam o mesmo cinto de segurança e a mesma cadeira, e lá fomos nós, a alta velocidade, oito pessoas num carro de sete lugares, rumo a Lisboa! À saída da auto-estrada havia obras, que nos atrasaram ainda mais e que nos roubaram os poucos minutos que teríamos para almoçar no aeroporto. Sempre a correr, comprámos algumas “Happy Meals” no aeroporto, fizemos o check-in e, num instante, lá estávamos nós a subir as escadas que nos levariam à Irlanda. Vitória!

Enquanto descíamos a auto-estrada a 140Km à hora, O Niall e eu conversávamos sobre a surpresa da nossa manhã, já bem dispostos.
- Estou muito orgulhosa da forma como reagiste, com tanta calma – Disse-lhe eu – Há uns anos atrás, a avaria do carro teria sido um momento de alto stress e alguns palavrões… Hoje, telefonaste ao mecânico com calma, tomaste a decisão certa com paciência e mantiveste o sorriso. Parabéns!
- Vamos tentar chegar ao fim do dia sem discutir – Sugeriu ele – Nas viagens, é tão fácil encontrar razões para discutirmos e nos enervarmos!
- OK, combinado!
- Sabes – Continuou o Niall – Fiquei calmo porque começo a conhecer Deus um bocadinho melhor. Ele gosta muito de brincar connosco e de nos pregar algumas partidas, exactamente para testar a nossa confiança, a nossa paciência e a nossa fé n’Ele. Eu sabia que tudo ia correr bem, e afinal, o que Deus fez foi aproveitar o espaço que Lhe demos no nosso horário.
- Qual espaço?
- A hora extra, lembras-te? Nós planeámos a viagem com uma hora extra, para as surpresas que aparecessem. Foi essa hora extra que Deus utilizou para nos surpreender! E admite que foi muito mais interessante assim… Teremos de esperar pelo Céu para saber qual a razão de ser de toda esta confusão, mas podes ter a certeza de que Deus sabe!

Fiquei a pensar em Nossa Senhora, com a sua vida tão bem organizada, os seus sonhos de menina, os seus projectos de aldeã simples. Preparava-se certamente para casar com José, quando Deus a surpreendeu com um sonho totalmente diferente, e tão extraordinário, que custava acreditar. Sim, Maria tinha uma “hora extra” marcada no seu projecto de vida, para que Deus a pudesse surpreender!

 

"Nada é impossível a Deus" (Gen 18, 14 e Lc 1, 37)


E rezo para que, em qualquer projecto, em qualquer sonho, em qualquer decisão, tenha sempre uma “hora extra”, um espaço aberto no meu coração para as surpresas de Deus – as boas e as menos boas. Como dizia Chiara Badano: “Tu queres, Jesus? Então eu também quero.” Ámen!


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:19



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds


livros escritos pela mãe

Os Mistérios da Fé
NOVO - Volume III

Volumes I e II


Posts mais comentados


Pesquisa

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D