Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Três mil pessoas...

por Teresa Power, em 09.04.15

Terça-feira da oitava da Páscoa. Oração familiar. O Francisco lê a primeira leitura da missa do dia, do Livro dos Atos dos Apóstolos. Durante os cinquenta dias de Páscoa, a Igreja medita diariamente neste livro, lendo-o assim praticamente de ponta a ponta. É uma ótima oportunidade para o ficar a conhecer! Cá em casa, adoramos as aventuras e desventuras dos Apóstolos, cheias de emoção, milagres, suspense, perigos e tudo o que pertence a uma boa história - sobretudo, à história mais bela do mundo - a história do nascimento do cristianismo.

 

"No dia de Pentecostes, disse Pedro aos judeus: «Saiba com absoluta certeza toda a casa de Israel que Deus fez Senhor e Messias esse Jesus que vós crucificastes.» ouvindo isto, sentiram todos o coração trespassado e perguntaram a Pedro e aos outros Apóstolos: «Que havemos de fazer, irmãos?» Pedro respondeu: «Convertei-vos e peça cada um de vós o batismo.» Naquele dia juntaram-se aos discípulos cerca de três mil pessoas." (At 2, 36-41)

 

 - Eles com três mil pessoas, e nós não conseguimos três famílias em Viana para um retiro - Suspirei.

- Tens de compreender que era mais fácil então!

- Mais fácil, Clarinha? Achas? Ora vamos lá pensar... Imagina-te ali, a escutar Pedro, que não conhecias de lado nenhum, a expor uma doutrina nova e diferente de tudo o que já ouviras, a falar da ressurreição de alguém que não fazias ideia quem era, muito menos que estava essa coisa de ressuscitado... Terá sido mesmo mais fácil para eles acreditarem?

- Realmente, agora que falas, já tinha pensado nisso. - Observou o Francisco - Deve ter sido complicado para as pessoas acreditarem... Afinal, Pedro e os Apóstolos não tinham o apoio dos chefes do povo!

- O mesmo com S. Paulo. Como é que ele podia convencer as pessoas de que estava a falar a verdade? De que o cristianismo era para valer? Com que autoridade?

- Tanto Pedro como Paulo falaram com a autoridade do Espírito Santo - Disse o Niall. - Só o Espírito Santo pode abrir os corações e as mentes dos ouvintes, e colocar na boca das testemunhas da fé as palavras certas.

- Por isso, a fé é um dom!

- Sim, temos de pedir ao Senhor o dom da fé. Hoje devia ser mais fácil para nós acreditar... Afinal, temos vinte séculos de histórias da Igreja, histórias da sua presença no mundo, as vidas dos santos ... Só santos canonizados, temos mais de 20 000! Tantas histórias de bondade para nos ajudarem a acreditar em Jesus! E mesmo assim, continuamos a recusar-Lhe o nosso tempo, o espaço da nossa vida.

- Vais cancelar o retiro por falta de famílias?

- Vou. Infelizmente, terá de ser. As famílias que estão inscritas poderão certamente participar no próximo, em Neiva, e não precisam de fazer nova inscrição. Entretanto, rezemos para que o Espírito Santo abra os corações, e para que nos santifique a nós, a fim de podermos ser instrumentos nas mãos de Deus...

 

O retiro de Viana está então cancelado. Mas em maio estaremos em Neiva... Peçamos aos Apóstolos que intercedam por nós, para que todos nos saibamos abrir ao dom do Espírito Santo. Ámen!

DSC01571 (2).JPG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:26


4 comentários

De Sónia a 09.04.2015 às 09:22

:(


beijinhos

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds


livros escritos pela mãe

Os Mistérios da Fé
NOVO - Volume III

Volumes I e II



Pesquisa

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D