Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Via Sacra e a brincadeira de Deus

por Teresa Power, em 02.04.15

No domingo à tarde, como costume durante a quaresma, fomos juntos ao Santuário fazer a Via Sacra no interior da igreja, contemplando os belíssimos quadros que nos contam a Paixão de Jesus. Esta quaresma demo-nos conta de que rezar a Via Sacra é um exercício magnífico: não é monótono, porque a oração é acompanhada de uma breve caminhada e de muita beleza visual; é rápido - geralmente, demoramos quinze minutos - e centra-nos no mistério da Paixão e Morte do Senhor, o mistério da nossa salvação. Já decidimos que iremos rezar mais vezes a Via Sacra durante todo o ano, e não apenas na quaresma, pois como diz o profeta Isaías:

 

"Pelas suas chagas fomos curados." (Is 53, 5)

 

A oração da Via Sacra pode ser acompanhada simplesmente com a leitura de um dos evangelhos da Paixão do Senhor, ou com a leitura de um dos Cânticos do Servo, de Isaías (Isaías 42, 49, 50 e especialmente 53), ou ainda com algumas passagens de S. Paulo. Existem também muitas meditações da Via Sacra disponíveis em livro ou na internet. E, claro, a Via Sacra que eu escrevi e que já partilhei convosco, mas que de novo aqui deixo: Via Sacra.pdf. Soube por mail que um grupo de escuteiros do nosso país fez a sua Via Sacra a partir deste meu texto, o que me deixou muito honrada. Que o Senhor vos abençoe, querida Aida e queridos escuteiros!

 

- Mãe, podemos ir rezar a Via Sacra ao Santuário? - Pediram-me o António e o David em conjunto, no domingo à tarde.

- Vamos já. Deixem-me acabar de passar esta roupa.

- Agora! Agora!

Nesta altura, já vocês estarão admirados com a santidade dos meus queridos filhos, tão pequeninos e com tanta vontade de rezar. Não se iludam... A Via Sacra demora quinze alegres minutos, mas o Santuário é muito mais do que uma igreja. Na verdade, o Santuário fica no recinto do Colégio Salesiano, que aos domingos está vazio... Reparem nas fotos, e perceberão o que quero dizer:

pátio salesianos 1.JPG

pátio salesianos 2.JPG

pátio salesianos 3.JPG

pátio salesianos 4.JPG

pátio salesianos 5.JPG

pátio salesianos 6.JPG

pátio salesianos 7.JPG

pátio salesianos 9.JPG

pátio salesianos 10.JPG

 O Francisco não esteve connosco este fim-de-semana, mas se tivesse estado, encontra-lo-iam nos matraquilhos, e depois a fazer parkour sobre os muros... Ups! Isto não é para os senhores padres salesianos lerem :)

Associar a oração familiar a momentos de alegria, partilha e convívio familiares é uma base segura para que a oração faça parte da vida dos nossos filhos. Quinze minutos de oração em família seguidos de três quartos de hora de brincadeira em família pode parecer desproporcionado, mas eu quero acreditar que esteja dentro das proporções de Deus...

Hoje começa o Tríduo Pascal. As cerimónias da Semana Santa são as cerimónias mais impressionantes do ano litúrgico, com uma densidade única de cor, ritual, gestos, beleza: o Lava-Pés, a instituição da Eucaristia, a Adoração da Santa Cruz e, por fim, os belíssimos ritos da luz na Vigília Pascal... Se "atarmos" todas estas cerimónias com o "cordel forte" de um "Tempo de Família" alegre e prolongado, experimentaremos realmente a Páscoa do Senhor!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:28


7 comentários

De Anónimo a 02.04.2015 às 12:06

Teresa, sou um dos seus leitores com muitas dúvidas de fé. Não sei se terei alguma. Espanto pela figura de Jesus Cristo e admiração pelos seus ensinamentos, sim. O resto.....
A Teresa e os outros leitores católicos não se esqueçam de nós.

De Teresa Power a 02.04.2015 às 16:51

Querido leitor, na celebração de sexta-feira santa faz-se a mais longa oração dos fiéis do ano inteiro. Nela, rezamos por todas as pessoas do mundo, crentes ou não crentes, judeus, cristãos de outras denominações, muçulmanos, crentes de todas as outras religiões, e por fim, homens e mulheres de boa vontade. Ninguém fica excluído do sacrifício de Jesus! Uma entrega como a de Jesus, que atinge o infinito de Deus, não se pode limitar ao pequeno grupo dos católicos. Nós sabemos que Jesus deu a vida por todos, sem exceção, e por isso, oferecemos a nossa oração por todos, sem exceção também. Se tiver oportunidade de procurar na net esta oração universal de sexta-feira santa, não deixe de o fazer. Veja como está bonita! Que o Senhor o abençoe sempre, e bem-haja pela partilha sincera. Ab Teresa

De Anónimo a 04.04.2015 às 20:55

BEM HAJA! Deus lhe pague.

De Olívia a 02.04.2015 às 17:44

Costumo rezar esta pequena, mas sentida oração:

“Meu Deus, eu creio, adoro, espero e amo-Vos. Peço-Vos perdão para os que não crêem, não adoram, não esperam e não Vos amam".

(Foi a oração que o Anjo ensinou aos pastorinhos e vale sempre a pena fazê-la por todos os que precisam independentemente de quem sejam pois o amor de Deus não tem limites!)


De Helena Le Blanc a 02.04.2015 às 23:16

Só 15 minutos? Confesso que pensar na Via-sacra vem de imediato à minha mente 14 estações... muito tempo!
Gostaria de saber se só lêem o texto da estação e observam o quadro e passam para a a seguinte ou também rezam o terço?

Olivia, essa pequena oração é uma das minhas orações favoritas. Tão simples e tão profunda!

De Teresa Power a 03.04.2015 às 09:45

Com os pequeninos (Sara e António incluídos) demora só quinze minutos. A Olívia é testemunha, que já o fez cá em casa connosco :) Com eles, fazemos uma curtíssima meditação em cada estação - às vezes, eu conto a história do quadro, em menos de um minuto, outras vezes lemos o trecho do evangelho correspondente. Antes de cada estação dizemos "Nós vos adoramos e bendizemos, ò Jesus..." e depois de cada estação, rezamos um Glória ao Pai. E pronto! Cada estação é um minuto :) Claro que, se eu estiver a rezar a Via Sacra sozinha, demoro bastante mais! Ou, naturalmente, se rezarmos a caminhar nas ruas, ou em Fátima. Mas esta oração é mais rápida do que nós pensamos. Experimentem!

De Rute Almeida a 02.04.2015 às 23:25

Querida Teresa, gostei muito do teu post de hoje. Acredito que aí está um dos segredos para vivermos a nossa fé em família com alegria: unirmos o nosso momento de oração familiar com tempo em família. A oração familiar não deve ser um peso mas sim a oportunidade de nos alegrarmos em família. Busquemos pois formas alegres de rezarmos em família e de nos aproximarmos dos gostos dos nossos filhos ensinando-lhes que não existe separação entre a oração verbalizada e a brincadeira lá fora. Deus permanece connosco em toda a parte...
beijos
Rute

Comentar post




subscrever feeds


livros escritos pela mãe

Os Mistérios da Fé
NOVO - Volume III

Volumes I e II



Pesquisa

Pesquisar no Blog  


Arquivos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D